MIND AGAINST

25. MAR / SAB

MIND AGAINST

Se da última vez dissemos “nada contra, tudo a favor”, desta vez ainda menos contra há. Porque a anterior vinda parece ter surtido efeito: já se sente um burburinho nas pessoas que, entre elas ou directamente a esta escriba vão perguntando, ansiosas: “vais a Mind Against? Temos de ir a Mind Against!”
Quando assim acontece sabemos que resultou não só o talento nato de quem convidamos a dar música às nossas pistas como, claro está, também a aposta feita no convite. Uma aposta que reconhece os irmãos Alessandro e Federico Fognini como uma jovem (começaram apenas em 2011) dupla mas à qual os anos que levam de trabalho não são proporcionais àquilo que se tornaram à escala mundial. Fenómeno explosivo, Mind Against são fruto do protectorado da Life and Death, editora de DJ Tennis onde na qual também floresceram Tale of Us, entre outros. Ao contrário do que se possa pensar, no entanto, o uso da palavra explosivo aqui não significa que abusam da música que vence pela força. Eles levam-nos à certa, sim, mas num hipnotismo de melodias simples mas eficazes e cativantes, ou com notas quase imperceptíveis repetidas no sítio certo, com percussões que vão por aí fora sempre mudando em algum detalhe, agarrando-nos e levando-nos num turbilhão movido a linhas de baixo incansáveis que nos carregam para diante, abusando das características do espaço envolvente e brincando com os efeitos sonoros que a era digital torna tão fácil existirem mas que exigem operadores sábios para se tornarem em ferramentas dignas de transformarem qualquer som num momento chave para uma pista de coração aberto. É tempo de nos rendermos e confiarmos: Mind Against levam-nos a bom porto.
- Inês Duarte