PHOTONZ b2b VIOLET

30. MAR / QUI

PHOTONZ b2b VIOLET

Photonz
Embora a sua música soe sempre fresca, Photonz já anda nisto há mais de uma década: Marco Rodrigues lançou o seu primeiro EP em 2006 na editora londrina Living Records e, desde então, construiu um caminho ladrilhado de música de dança inventiva que lhe deu um perfil de culto entre fãs de música de dança crua, inspirada no movimento rave. As suas produções foram lançadas em editoras underground tão icónicas como 20/20 Vision, Skylax, Dissident, Crème Organization (e a sua sub-label R-zone), Unknown To The Unknown de DJ Haus e muitas mais.

É o produtor por detrás de uma das faixas underground mais ubíquas do ano passado, o seu remix para 'Institute of the Overmind' de Legowelt foi parar às malas de discos de um vasto número de DJs de topo - incluindo Mike Servito, DJ TLR, Adriatique, Volvox ou DJ Haus. O seu som, enquanto DJ e produtor, é uma nova abordagem aos legados da house de Chicago, techno (e electro ao estilo Drexciya) de Detroit e, claro, as influências formatvas da cena rave portuguesa dos anos 90 e nomes-charneira como DJ Vibe ou Kaos Records. O resultado é um som-assinatura que lhe grangeou o apoio do luminários como Legowelt, Blawan, Ben UFO, Trevor Jackson, Jackmaster ou Dan Avery e levou as suas DJ skills a clubes em Berlim, Londres, Paris, Lyon, Barcelona e mais cidades europeias - incluindo também aparições em festivais como o Sònar Barcelona, Lovebox de Londres ou o português Sudoeste.

Marco é também fundador da One Eyed Jacks, uma editora que é sinónimo de alguma da música de dança mais essencial vinda de Portugal - e casa das primeiras produções de artistas como Violet, Roundhouse Kick, Pal +, Lake Haze e do design gráfico de Márcio Matos, também da Príncipe Discos. Essa mesma dedicação ao underground português manifestou-se ainda quando, em 2015, Marco juntou forças com Violet para fundar a estação de rádio online Rádio Quântica, também a nova casa do seu programa Princípio da Incerteza.



Violet
É o alter ego da produtora lisboeta Inês Coutinho. Além das suas produções e remixes para selos como Wicked Bass, Cómeme, Paraíso, Snuff Trax e a sua One Eyed Jacks desde 2012, é também co-fundadora da Rádio Quântica, onde faz curadoria de programas e noites - e também os seus próprios shows regulares, Summer Of Love e Venus Rising.

Imprimindo um cunho feminista em todos os seus gestos artísticos, tem vindo a lançar uma série de versões de faixas clássicas no Dia Internacional da Mulher em colaboração com artistas de todo o mundo. A cover de 2015 da 'Transition' dos Underground Resistance foi amplamente elogiada - até pelos criadores da faixa original. Ao ouvir 'Transition', Donatella Versace pediu a Violet para produzir música para os desfiles da marca nas semanas da moda de Paris e Milão em 2016. Este ano, juntou uma crew ainda maior de artistas e juntas re-escreveram 'I Need A Freak' de Sexual Harrassment, 'Promised Land' de Joe Smooth e 'So Get Up' dos Underground Sound of Lisbon.

Os DJ sets de Violet criam viagens sónicas que abraçam house clássica, bem como techno abrasivo, jack beats mutantes e as suas próprias produções melódicas e percussivas e fizeram dela uma escolha regular de clubes e festivais em vários países da Europa. Também faz as suas próprias festas em Lisboa e Londres: a noite Suspiciously Delicious com Elles e Iona, Summer Of Love com as suas A.M.O.R., Mina com Photonz e o colectivo Rabbit Hole e as Rave Sem Fim da One Eyed Jacks.
- Maria Borges

  • E
  • R
  • A
  • H
  • S
LuxFrágil
AV. INFANTE D. HENRIQUE, ARMAZÉM A
CAIS DA PEDRA A STA. APOLÓNIA
PT-1950-376 LISBOA
T +351 21 882 08 90
F +351 21 882 08 99
LUX@LUXFRAGIL.COM